• Atendimento Genesys

Como a Genesys Biotecnologia idealizou a Horta do Futuro:

Em 2021, um dos projetos que a Genesys realizou foi a construção de uma microexperiência para o jogo Mundo de Glória, em parceria com o Instituto Glória. O Instituto Glória é uma iniciativa holística que visa acabar com a violência contra meninas e mulheres. É esperado que O Mundo de Glória alcance mais de 100 mil estudantes da rede pública nacional, como um protagonista de mudança social.

Dentro da plataforma, o jogador tem acesso a várias microexperiências, cada uma com um contexto e objetivo de aprendizado específicos.

A intenção educacional da nossa Horta do Futuro é que o aluno aprenda e veja a aplicação dos conceitos de Sustentabilidade, Ecoeficiência e Redução do Desperdício.

Reunião com a CEO do Instituto Glória, Cristina Castro.

Como tudo começou


A escolha desses conceitos se deu pela sua relevância e presença em discussões sobre sustentabilidade em todo o globo. Conforme o World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), a Ecoeficiência mostra a capacidade de uma unidade produtiva de produzir mais e melhor, com menor uso de recursos e com mínimo impacto ambiental. Isso deve ser realizado por meio da adoção de um modelo de produção ecologicamente eficiente, ou seja, mais produtivo, que consuma menos recursos e que reduza a poluição. É importante observar que a estratégia de ecoeficiência em uma unidade produtiva revela que reduzir o impacto da produção não é só ambientalmente correto, como também mais lucrativo. Portanto, o desperdício é, nitidamente, um indicador que afetará de forma negativa a ecoeficiência de uma unidade produtiva. Isso se justifica pelo fato de que no sentido econômico haverá perda de um investimento; enquanto que no sentido ambiental haverão diversos impactos possíveis, entre eles, o consumo maior de água, aumento da exaustão do solo, mais emissão de carbono e mais espaço sendo destinado a plantações. Quando estamos falando de desperdício, é necessário esclarecer que em países em desenvolvimento, como o Brasil, isso ocorre principalmente no processo de produção.


Nosso Objetivo


Na Horta do Futuro, esses conceitos e problemáticas foram trabalhados de forma a trazer não só a consciência de suas implicações socioambientais como também das implicações econômicas, sua relação com o empreendedorismo, o lucro e a viabilidade de manutenção de um negócio, tendo a Agricultura Familiar como cenário prático.

Decidimos, dessa forma, apresentar ao aluno o objetivo de mudar o mundo através de uma produção de alimentos inteligente e ecológica, de forma a levá-lo por uma jornada de construção envolvente e instigante, em conjunto com as duas mulheres: Josefa e Dandara (mãe e filha) responsáveis pelo gerenciamento de toda a produção da Horta do Futuro.

Nós também pensamos na representatividade feminina, já que a contribuição por mão de obra feminina é notoriamente menos significativa quando comparada à mão de obra masculina. Apenas 18,7% dos responsáveis pela direção dos estabelecimentos agropecuários são mulheres, demonstrando que o caminho para alcançar o empoderamento de mulheres e meninas nesse setor ainda é longo. As mulheres escolhidas para conduzirem o jogador na Horta do Futuro são a Dandara e a Dona Josefa. Dandara é Biotecnologista de formação, estudante da Universidade de Brasília e deficiente auditiva e sua mãe, Dona Josefa, é nordestina e receptiva.


Dona Josefa e Dandara, personagens do jogo

Esperamos impactar de forma positiva a vida dos alunos que tiverem contato com a micro experiência, de forma a conscientizá-los e estimulá-los. Esperamos que eles passem a procurar formas de analisar criticamente seus contextos de vida, a partir dos conceitos aprendidos, e que, a partir disso, se vejam como protagonistas na transformação do mundo, na esfera Ambiental.


Encerrando o projeto


Ao construir uma microexperiência, acreditamos que esses são os essenciais: flexibilidade, visão holística, direcionamento para um objetivo e, é claro, muita vontade de impactar pessoas de uma forma positiva.

A entrega constituiu de 6 documentos, produzidos no decorrer de 8 semanas, por 4 membros da equipe Genesys Biotecnologia. Foram entregues: Documento Conteúdo Introdutório, Documento Conteúdo Complementar, Documento de Referência de Imagens, Documento Árvore de Diálogo, Questionário Calculadora Ecologia e por fim um fluxograma completo, que ligava todas as informações disponíveis. Além disso, o processo contou com reuniões periódicas com a equipe de programadores do Mundo de Glória e a CEO do Instituto, Cristina Castro.